Catálogo Universitário

Há doutrinação nas escolas brasileiras? Algumas sugestões de leitura para entender a nossa educação

Em 20/11/2018 21:49
Atualizado em 22/11/2018 10:18

Opinião por ABEU

Catálogo Universitário

Estamos vivendo um período quase que anticientífico, em que fatos comprovados são contestados, como se a sociedade tivesse sido privada de uma verdade oculta por muito tempo. Grupos organizados passaram a negar o aquecimento global, a pregar que o planeta Terra é plano e que o nazismo foi um movimento de esquerda. E essas são apenas algumas das “versões alternativas” dos fatos que hoje circulam, principalmente, na internet. Para coroar toda esta histeria, acredita-se que, nas escolas e universidades brasileiras, alunos são vítimas de uma suposta “doutrinação” por parte dos professores. A ABEU, enquanto uma associação que representa editoras comprometidas com o saber científico, se sente na obrigação de combater essas concepções equivocadas da única forma possível: com livros e conhecimento. Por isso, na coluna Catálogo Universitário deste mês, começamos reunindo sugestões de leitura que trazem estudos sobre a educação no Brasil, como uma forma de mostrar teorias e práticas usadas largamente no ensino do país.

Primeiramente, “A história das ideias de Paulo Freire e a atual crise de paradigmas”, publicado pela Editora UFPB, apresenta, de maneira geral e crítica,  o surgimento de uma das teses fundamentais de Freire: a politicidade do ato pedagógico. Esta é uma publicação destinada ao público geral, principalmente aos educadores que desejam se iniciar na obra do grande mestre da educação brasileira.

Tratando de outro grande educador brasileiro, “Anísio Teixeira: a polêmica da educação” é uma coedição da Edufba com a Editora Unesp. Advogado, intelectual, educador e escritor, Anísio Teixeira é uma figura fundamental na história da educação brasileira. Nas décadas de 1920 e 1930, difundiu os pressupostos do movimento conhecido como Escola Nova que, fundamentado no desenvolvimento do intelecto e na capacidade de julgamento, mostrava as falhas de todo processo pedagógico com base apenas na memorização.

Por fim, temos o livro “A educação básica pública tem solução?”, também da Editora Unesp. A educação pública de qualidade é uma demanda histórica da sociedade brasileira. Mas, acompanhando essa demanda, ecoa a pergunta: como realizar o desafio de viabilizar aos nossos estudantes um aprendizado que, além de lhes possibilitar manejar com desenvoltura os conteúdos curriculares, permita-lhes exercer em sua plenitude sua cidadania? O foco principal nessa batalha deve ser o movimento espontâneo que vem da base, o confronto das ideias com a realidade cotidiana de quem ensina e de quem aprende. Este livro, redigido com base na experiência do autor junto aos profissionais da rede pública de educação, tem como objetivo mostrar a viabilidade de uma construção conjunta com a rede de uma política pública de educação de qualidade.


Tags da postagem

catálogo universitário Educação Paulo Freire anísio teixeira Nível de Informação Nível de Comunicação doutrinação pós-verdade