Editores universitários destacam resultado positivo na Feira do Livro de Frankfurt 2017

Em 05/11/2017 22:40

Notícia por ABEU

Editores universitários destacam resultado positivo na Feira do Livro de Frankfurt 2017

Esta semana, a Câmara Brasileira do Livro anunciou que as editoras brasileiras superaram as expectativas de negociações durante a Feira do Livro de Frankfurt, comercializando 680 mil dólares em exportação de direitos autorais e livros físicos durante o evento. A Feira, que ocorreu de 11 a 15 de outubro, é o principal evento internacional do mercado editorial, e conta com uma programação que inclui palestras, eventos, reuniões e o lançamento do catálogo de books and rights.

Nesta edição, 32 editoras representaram o Brasil por meio do Brazilian Publishers (BP), projeto de fomento às exportações do conteúdo editorial brasileiro, parceria da Câmara Brasileira do Livro com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil). Entre as editoras participantes, 7 eram associadas à ABEU: Editora Fiocruz, Editora Leopoldianum, Editora Unifesp, EdUSP, Editora UFPA e Editora UnB. Todas levaram o conhecimento produzido nas universidades brasileiras para o evento.

Sobre a relevância de participar de uma feira deste porte, Marcelo Di Renzo, presidente da ABEU e diretor da Editora Leopoldianum, destacou: “já participamos e diversas edições da Feira do Livro de Frankfurt. Sua motivação é a possibilidade de  um intenso e contínuo aprendizado sobre  todos os  aspectos do mercado editorial, em um ambiente de compartilhamento de saberes e construção de vínculos profissionais, proporcionado pelo evento.” 

João Canossa, diretor da Editora da Fiocruz, esteve presente pessoalmente no evento, e ressaltou que “Frankfurt é sem sombra de dúvidas uma oportunidade, uma vitrine para ver o mundo editorial. Como a oportunidade caminha em mão dupla, é o momento de ver e de ser visto. Se queremos uma ciência internacional, temos que mostrar o quanto de bom produzimos, publicamos e temos a ofertar ao mundo. Estar em Frankfurt, pela reação dos editores com os quais pudemos nos reunir, nos mostra que estamos num bom caminho, que a ciência e cultura brasileiras não apenas despertam interesse, como talvez tenham um reconhecimento maior (e justo) do que o que se imagina.”

Já a diretora da Editora Unifesp, Cynthia Sarti, também valorizou a visibilidade que a produção editorial brasileira ganha em Frankfurt: “A participação na Feira de Frankfurt é fundamental para a projeção das editoras universitárias brasileiras no cenário internacional. Os livros universitários precisam investir em sua maior divulgação não apenas dentro, mas também fora do país. Temos obras de excelente qualidade, pouco conhecidas. Frankfurt abre um caminho de dupla mão, ao permitir que as obras universitárias brasileiras se façam conhecer fora do país e ao permitir o intercâmbio com as obras de outros países, contribuindo para consolidar um mercado editorial acadêmico. A articulação da ABEU nesse sentido é decisiva para que esse espaço seja efetivamente ocupado pelas editoras universitárias brasileiras.”

Com um saldo positivo para todos os participantes, a Feira do Livro de Frankfurt de 2018 já tem data para acontecer, de 10 a 14 de outubro do próximo ano, e a ABEU continuará com seu apoio à divulgação e internacionalização do livro universitário.


Tags da postagem

Feira do Livro de Frankfurt ABEU Conhecimentos Técnicos Nível de Informação feira de frankfurt