Catálogo Universitário

Para entender a gravidade dos incêndios no centro-oeste do país, algumas dicas de leitura sobre o pantanal

Em 21/09/2020 13:13

Opinião por ABEU

Catálogo Universitário

Na última semana, a série de incêndios que consome o pantanal brasileiro atingiu o seu estado mais crítico. Com a intenção de refletir sobre a importância deste bioma e mostrar as riquezas naturais que estão ameaçadas com o seu processo de desmatamento, a coluna Catálogo Universitário deste mês traz algumas sugestões de livro de nossas associadas que tratam do pantanal.

Grandes proprietários de gado e outros empresários da agroindústria alegam que em muitos casos os incêndios são necessários para a expansão de suas produções. Para entender melhor se este é o único meio de alcançar este crescimento, temos "O Rural em Movimento: A Pecuária nas Transformações Espaciais do Pantanal", da Editora UFMS. Neste livro tem-se a resposta da forma como o pantanal se insere na globalização, as contradições inerentes e o reconhecimento da manutenção da importância da pecuária bovina de corte na continuidade dos processos sociais, políticos e espaciais da região. O olhar é espacial, a leitura é a integralidade das relações humanas e das relações do homem com a natureza.

Ainda com um olhar para a sustentabilidade, temos "Pantanal: Territorialidades, Culturas e Diversidade", também da Editora UFMS. A obra traz uma leitura contemporânea e diversificada do Pantanal Matogrossense. Trata-se de um rico panorama cujo enfoque privilegiado são os aspectos espaciais, históricos, sociais e culturais que refletem a formação e a dinâmica dos diferentes territórios no contexto pantaneiro. O interesse e a relevância do livro está em propor o debate sobre o inusitado das relações sociais, políticas e culturais que movimentam a atualidade da vida pantaneira e que dela emergem para se pensar a vida em outros contextos sociais.

Por fim, para entender como o olhar da preservação da natureza se integra ao aprendizado e à cultura de crianças da região, temos "O Pantanal: desenhos e histórias da crianças", da Editora UCDB. Aqui, a busca pela construção da identidade das crianças analisadas por meio de desenhos revelou aspectos pessoais, ambientais e culturais marcantes. A utilização da pesquisa etnográfica e a observação participante foram de extrema importância para se compreender, na medida do possível, o universo das crianças pantaneiras, suas representações e suas vidas, de acordo com os autores consultados e com aquilo que as pesquisadoras viam ou ouviam sobre o Pantanal e sua população. As entrevistas com pais e professores e as conversas espontâneas com o povo pantaneiro contribuíram para que a análise fosse realizada com cuidado, respeitando as particularidades da cultura e do ambiente. Uma grande diferença apareceu entre os sexos. Os meninos conseguem representar com muita ênfase a realidade do Pantanal. Aparentemente eles se identificam mais com as questões do Pantanal do que as meninas. Talvez isso esteja ligado ao fato de o papel do homem no Pantanal, o de ser peão, ajudar no turismo, na "lida", na pesca, no transporte, na maioria dos casos seja mais relevante do que o da mulher, geralmente apenas dona-de-casa. Encontra-se um maior número de homens do que mulheres no Pantanal, e poucas trabalham, pois não há emprego para elas como há para os homens.


Tags da postagem

pantanal catálogo universitário