Catálogo Universitário

As questões raciais no Brasil devem ser tema de constantes reflexões

Em 22/11/2020 15:21

Opinião por ABEU

Catálogo Universitário

Em 2019, a coluna Catálogo Universitário do mês de novembro apresentou sugestões de leituras relacionadas ao racismo e às questões do negro no Brasil. Não costumamos repetir temas em nossos textos, porém, este é um assunto que pede reflexões contínuas e resgates constantes do que é produzido a respeito deste tópico nas universidades brasileiras. O assassinato de João Alberto Silveira Freitas em Porto Alegre, na véspera do Dia da Consciência Negra, prova que o país ainda tem muito a refletir sobre suas relações raciais. Por isso, indicamos novos livros sobre o tema.

"Imagens do negro na cultura brasileira", publicado pela EdUFSCar, aborda as diversas formas pelas quais o afrodescendente brasileiro foi representado em manifestações narrativas ficcionais ao longo do século XX e no início do século XXI. Como o indivíduo negro foi representado em filmes, romances, contos, peças de teatro e telenovelas: estereótipos versus construções positivas. O livro também aborda o negro enquanto criador das suas próprias formas de representação.

O tema central de "Uma história de branqueamento ou o negro em questão", da Editora Unesp, é a análise e a reavaliação do que se convencionou chamar de "ideologia do branqueamento". A análise da "história do branqueamento" concentra-se comprovação de duas hipóteses interligadas. Primeira: o branqueamento não é, como comumente apontada pelos especialistas no assunto, uma invenção "genuinamente" brasileira que teria sido desenvolvida na virada do século XIX para o século XX. O autor pretende mostrar que o ideário de transformar negro em branco perpassou longos períodos históricos, em que o ideal do branco tem sido ressemantizado constantemente.

Por fim, "O negro na Bahia: um ensaio clássico sobre a escravidão", da EDUFBA, é baseado em pesquisas, o livro esclarece vários aspectos da história e do caráter baiano. Tem como assunto principal o tráfico negreiro, dividindo-o em ciclos: da Guiné, de Angola, da Mina e a ilegalidade. Além disso, aborda temas como a evolução do negro na Bahia, o negro no Recôncavo, o sertão e o negro, bantos e sudaneses na Bahia, dentre outros.


Tags da postagem

catálogo universitário CONSCIÊNCIA NEGRA