Confira os recentes lançamentos da Editora Unifesp

Livros podem ser adquiridos no site da editora

Em 11/05/2020 12:04
Atualizado em 11/05/2020 19:45

Notícia por ABEU

Confira os recentes lançamentos da Editora Unifesp

A Editora Unifesp já lançou diversos títulos no ano de 2020. As obras contemplam diversas áreas do conhecimento, como medicina, psicanálise, música, saúde mental, políticas públicas, antropologia, estudos sobre violência, estudos sociais, entre outros. Todos os livros podem ser adquiridas no site da editora.

Confira os lançamentos mais recentes da Editora Unifesp:

1. Caravanas da Escola Paulista de Medicina ao Araguaia e Xingu: Narrativas médicas das expedições da década de 1960 - Ana Nemi, José Carlos Sebe Bom Meihy, Leandro Cruz (Org.)

O tema das articulações entre medicina e narrativa ganhou, nos últimos anos, relevância nas pesquisas que se movimentam entre a clínica médica, as experiências de campo, a história e as ciências sociais.Neste livro – uma das possibilidades nascidas dessas articulações –, as narrativas sobre as experiências de caravanas médicas ganham especial relevo. Trata-se de dar voz a médicos e residentes da Escola Paulista de Medicina (EPM) que, nos anos 1960, participaram de expedições para atendimento à saúde de populações ribeirinhas e indígenas do entorno do rio Araguaia.

 

2. Psicanálise e musicalidades: Sublimação, invocações, laço social -  Leandro A. Todesqui Tavares

Partindo de uma dupla proximidade – com o campo da música e com a psicanálise –, Leandro Tavares trabalha neste livro a interessante ponte que se pode fazer, como analistas, entre a musicalidade e a clínica psicanalítica. Lacan eleva a voz ao estatuto de objeto e chega a afirmar que a pulsão invocante é aquela que mais se aproxima do inconsciente. Não por acaso, o trabalho analítico é feito a partir de sonoridades e de seus efeitos no corpo do analisante pela sustentação do silêncio do analista que invoca.

 

3. Reforma psiquiátrica e sociabilidades emergentes - Fernando Kinker 

Fernando Kinker convida à reflexão sobre a “emergência de novas formas de sociabilidade [...] que parte [...] da desconstrução de elementos da sociabilidade moderna centrada no trabalho e na mercadoria, e da crítica ao paradigma psiquiátrico”, com base no percurso, de 1989 a 1996, do Núcleo do Trabalho da experiência santista de saúde mental. Por meio de seus capítulos inter-relacionados, plenos dos tempos vividos entre 1989 e 1996, repletos de temáticas instigantes, este livro pode contribuir, como sugere o autor, com atores da reforma psiquiátrica e, em particular, com trabalhadores e pessoas que vivem experiências de sofrimento psíquico, os quais, juntos, criam conhecimentos e práticas nos “projetos de inserção no trabalho” ao promover, não obstante as adversidades, novas formas de trabalhar, conviver e viver. 

 

4. Vida e palavras: A violência e sua descida ao ordinário - Veena Das

A obra reúne um magnífico trabalho de campo e uma análise crítica aguda sobre a violência e como esta afeta a vida cotidiana. A autora examina, como estudos de caso, a Partição da Índia, de 1947, e o massacre dos sikhs em 1984, decorrente do assassinato de Indira Gandhi. Tendo por ponto de partida uma grande investigação antropológica, Veena Das pergunta como a violência extrema de ambos os eventos adentrou “os recessos do ordinário” e aponta um novo entendimento de como a violência opera em sociedades e culturas ao redor do mundo.

 

 


Tags da postagem

editora unifesp