Editora Fiocruz lança obra que investiga as ciências sociais a partir das relações Brasil-EUA

Obra está disponível em versão digital e impressa

Em 12/10/2020 10:20
Atualizado em 13/10/2020 10:23

Notícia por ABEU

Editora Fiocruz lança obra que investiga as ciências sociais a partir das relações Brasil-EUA

Pensar o papel das ciências sociais e das políticas públicas no Brasil a partir dos estudos rurais e do lugar do rural na sociedade brasileira moderna. É com essa premissa que o pesquisador Thiago da Costa Lopes analisa a trajetória de relações acadêmicas e diplomáticas entre Brasil e Estados Unidos de 1930 a 1950 no mais recente lançamento da Editora Fiocruz, a obra "Em Busca da Comunidade: ciências sociais, desenvolvimento rural e diplomacia cultural nas relações Brasil-EUA (1930-1950)". Para isso, ele concentrou seus estudos em dois importantes sociólogos do período: o norte-americano T. Lynn Smith e o brasileiro José Arthur Rios.

Ganhadora do Prêmio Capes de Tese 2019 – Comissão Fulbright, a pesquisa de Thiago Lopes deu origem ao livro título da coleção História e Saúde, que foi lançado na última quarta-feira (7),  em versão digital, por meio da plataforma SciELO Livros. O volume está também disponível para pré-venda na Livraria Virtual, em versão impressa, com previsão de envio a partir de 16 de outubro.     

Na obra, o autor mostra como os dois sociólogos que protagonizam a sua pesquisa fazem parte da história e da consolidação da sociologia no Brasil. "Esse processo de legitimação social passa por um esforço da parte de ambos em realçar o valor prático do saber sociológico e o seu uso em espaços não acadêmicos, ligados especialmente às agências do estado e ao desenho de políticas públicas para as populações rurais", afirma Thiago Lopes. A partir disso, o pesquisador traz à tona “relações diplomáticas, instituições científicas, agências governamentais e organismos internacionais, círculos de políticos, intelectuais e cientistas sociais", segundo André Botelho, professor do Departamento de Sociologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). 

Ao analisar a conjuntura das relações acadêmicas entre os dois personagens (Smith e Rios), Thiago Lopes mostra que o rural renasce como chave não apenas da modernização, mas também da democratização política no Brasil. Em sua ampla pesquisa sobre os sociólogos, o autor revela passagens e momentos importantes nas atividades e atuações de ambos, ajudando a moldar as relações entre os países na época.  “O ponto culminante dos esforços de Smith para promover uma verdadeira rede de cooperação acadêmica entre Brasil e EUA foi sua atuação como primeiro diretor, entre 1947 e 1949, do Institute for Brazilian Studies da Vanderbilt University, em Nashville, Tennessee”, informa.

Como parte desse contexto, o Brasil iniciava, nos anos 1930-1940, um processo de institucionalização universitária para as Ciências Sociais, em um momento em que os cursos das primeiras universidades do país se ampliavam. Daí nasciam, entre outras, a Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras da Universidade de São Paulo (USP) e a Faculdade Nacional de Filosofia, que depois faria parte da UFRJ. 

Confira todas as informações sobre o lançamento no site da Editora Fiocruz.

 

 


Tags da postagem

editora fiocruz