Livros da Editus são adotados por escolas

Obras estão sendo usados como materiais didáticos e paradidáticos

Em 27/03/2020 20:00
Atualizado em 30/03/2020 12:38

Notícia por ABEU

Livros da Editus são adotados por escolas

A Editus - Editora da UESC segue trilhando novos caminhos e alcançando cada vez mais pessoas. Esse ano, dois livros e duas coleções estão sendo usados como materiais didáticos e paradidáticos por instituições de ensino da região Sul da Bahia, onde está localizada a editora. O "Projeto Aprendiz de Filósofo", da autora Elisa Oliveira, foi adotado pelo Colégio Vitória e Escola Santa Clara, de Ilhéus; pelo Centro Educacional de Arraial D'Ajuda; e, em Itabuna, pela Escola Carrossel. O Colégio Vitória também está trabalhando com a Coleção "Cogito Ergo Sum", da mesma autora.

As duas coleções foram elaboradas para auxiliar no ensino de Filosofia no Ensino Fundamental. A primeira trata de temas comuns da área, como os símbolos, o ato de filosofar, a amizade, o respeito, a bondade, a utilidade e a verdade. A outra se baseia nos pensamentos do filósofo francês René Descartes, e dedica-se à dúvida como forma de questionamento.

Como paradidáticos, livros da Prof.ª Maria Luiza Santos também continuam a ser adotados. Neste ano, o Colégio Vitória escolheu "Tarfi na estrada: ficção e realidade na trajetória de refugiados" para a turma do 2º ano do Ensino Médio. Já a Escola Arco-Íris, em Itabuna, escolheu “Tonico descobre que é de todo lugar” para a turma do 2º ano do Fundamental.

"Tarfi” é uma história sobre migração e refúgio, tema dos estudos da autora, contado de modo envolvente para o público a partir da história de uma criança que precisou ser tirada do seu país. Em "Tonico", a discussão sobre identidade e diferenças é voltada para o público infantil.


Tags da postagem

Editus