Projeto educacional desenvolvido em parceria com a EDUEPB é finalista do Prêmio Jabuti

Projeto concorre no eixo "Inovação"

Em 02/11/2020 22:50
Atualizado em 03/11/2020 10:51

Notícia por ABEU

Projeto educacional desenvolvido em parceria com a EDUEPB é finalista do Prêmio Jabuti

Pela segunda vez, a professora Patrícia Rosas, atualmente professora supervisora no PIBID Letras UEPB/Escola CAIC, é finalista do Prêmio Jabuti, considerado o maior prêmio literário nacional. Em 2018 a professora foi finalista com a Revista Tertúlia. Desta vez, a professora chegou à final da edição 2020 do prêmio com o projeto de leitura e escrita “Desengaveta Meu Texto”. O projeto da professora Patrícia, em parceria com a EDUEPB, está concorrendo no eixo “Inovação”, na categoria “Fomento à leitura”. O vencedor na categoria será contemplado com uma estatueta Jabuti e a premiação em dinheiro no valor de R$ 5 mil.

O projeto finalista é desenvolvido em cinco escolas públicas de Campina Grande: Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Nossa Senhora Aparecida, no bairro Mutirão; Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Major Veneziano, no bairro Acácio Figueiredo; Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio José Pinheiro, no José Pinheiro; Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Zuleide Cavalcante Porto, no bairro da Glória; e Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Poetisa Vicentina, no bairro do Jeremias.

Por causa da pandemia, em 2020 o projeto inovou e apostou no ‘Delivery literário’, com entrega de kit de leitura na casa do aluno e do professor. A Editora Universitária da UEPB é a grande parceira do projeto e fez a doação dos livros de literatura. O kit literário tem máscara, álcool em gel, livro, a Revista Tertúlia e bombons. Os alunos leem e participam de jogos de leitura digital por meio do site do projeto (www.desengavetameutexto.org).

A Tertúlia teve sua 1ª edição publicada em agosto de 2017. Exitoso, o projeto foi reconhecido pelo Jabuti por meio de seu segundo exemplar, que tratava sobre bullying. Conforme a docente, a Revista dispõe de um corpo editorial bastante variado, composto por docentes e discentes das escolas da rede estadual, professores da UEPB, da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e do Instituto Federal de Alagoas (IFAL), entre outros.

O diretor da EDUEPB, professor Luciano Nascimento, comemorou o resultado da parceria com o projeto da professora Patrícia que, segundo ele, constrói futuro na observação das gerações e a invenção de oportunidades para jovens, em regra, excluídos socialmente que sonham com o futuro. ”As expressões não são outras senão as de que a EDUEPB cumpre sua função de publicização do saber, conhecimento, cultura e ciência, promove sua política de acesso à leitura e demonstra suas ações de inclusão social”, destacou.

A cerimônia de premiação será on-line e transmitida ao vivo, no dia 26 de novembro, pelas redes sociais da Câmara Brasileira dos Livros (CBL). O prêmio Jabuti visa reconhecer e dar visibilidade a ações, projetos e iniciativas de caráter social, cultural ou tecnológico que despertem e estimulem a manutenção do interesse pela leitura e que sejam inclusivos e abrangentes. Especialmente, prestigia ações dirigidas a despertar o interesse para a leitura e capacitar novos leitores.


Tags da postagem

eduepb