Voz do Editor - Entrevista com Rita Virgínia Argollo

Diretora da Editus, Rita Virginia Argollo, fala de publicações digitais e produções universitárias e regionais

Em 19/01/2016 11:21
Atualizado em 19/01/2016 12:06

Entrevista por ABEU

Voz do Editor - Entrevista com Rita Virgínia Argollo

Esta semana, a coluna A Voz do Editor traz uma conversa com, Rita Virginia Argollo, diretora da Editus – Editora da UESC. Ela fala principalmente da empreitada da editora com publicações digitais, comentando sobre o seu recém-lançado Repositório de artigos acadêmicos, além do Editus Digital, que reúne seu catálogo de e-books. Você pode conhecer estas publicações através do link: http://goo.gl/Otkb8F

A seguir você conhece mais a respeito dos desafios enfrentados pela editora para disseminar sua produção através da internet.

1. A experiência com os livros digitais se iniciou em 2013, na Editus. Fale um pouco sobre como foi o início dessa empreitada. Lançar livros digitais e adaptar obras impressas para o formato digital demandou que tipo de expertise e adaptações por parte da editora?

Tem sido muito gratificante e enriquecedor para todos nós da equipe da Editus e da administração da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC), poder romper barreiras e levar nossas publicações para a internet, chegando gratuitamente ao leitor. Claro que essa postura demanda aprendizados, tanto nossos quanto de quem publica. Neste momento, comemoramos por termos ultrapassado a casa dos 100 livros disponíveis. Cada um desses careceu de autorização do autor. Desde 2015, no entanto, os contratos assinados já preveem a disponibilização para download gratuito após seis meses de publicação. Nossa intenção é continuar buscando autorizações e ampliar ainda mais o acervo para o público no Editus Digital.

2. Hoje a Editus realiza uma série de ações pensando justamente no acesso à produção universitária e regional. Além de disponíveis para download em formato pdf, os livros podem ser baixados direto para dispositivos mobile através das ações com QR Code realizadas no Facebook da Editora. E quanto ao formato epub? A Editus trabalha para adaptar suas publicações para ser lidas diretamente em e-readers?

No último encontro da ABEU Nordeste, realizado aqui em Ilhéus, em agosto do ano passado, nossa equipe teve a oportunidade de participar da formação inicial para criação de e-books em formato e-pub, em um ABEU Técnico proporcionado pela Edufba – Editora da UFBA. Desde então, estamos buscando aprimorar o processo para disponibilização neste formato em breve.

3. Por fim, como você avalia a importância de prover o acesso digital às publicações da editora? Questiona-se sempre se este modelo de negócio, em que os livros digitais são ofertados gratuitamente, são financeiramente viáveis. Para a Editus esta é uma preocupação?

Nós entendemos que deve ser papel de uma instituição universitária colaborar com a democratização do acesso à produção de conhecimento. Neste sentido, é que temos buscado, ao longo dos últimos três anos, desenvolver ações que possibilitem que as produções da Editus estejam mais acessíveis no campus da UESC e fora dele também. Assim, foi criado o Editus Digital, que visa disponibilizar as nossas publicações para download gratuito (http://www.uesc.br/editora/index.php?item=conteudo_livros_digitais.php). Para estimular os acessos, às sextas-feiras, disponibilizamos um código QR que facilita que o livro seja baixado direto nos dispositivos móveis. No ano passado, conseguimos lançar o Portal de Periódicos Eletrônicos (http://periodicos.uesc.br/), reunindo a produção científica. Além disso, entre outras ações, participamos de projetos como Um Lugar para Ler e No Caminho tem um Livro, levando a publicação em suporte material para mais perto do leitor e fomentando ações de incentivo à leitura. Em nenhum desses sentidos, percebemos impacto negativo no que se refere a vendas. Ao contrário, como os estudos têm demonstrado, esta postura é fundamental para a divulgação da Editora e do seu catálogo, o que em algum momento se reverterá em comercialização.


Tags da postagem

Rita Virginia Argollo Editus Editora UFRJ UESC ABEU Utilidades entrevista