Platão e a linguagem poética

As informações desta página são responsabilidade exclusiva de Argos Editora da Unochapecó. Saiba mais

Platão e a linguagem poética Passe o mouse sobre a foto

R$39,00

SINOPSE

Se, de fato, foi na República que Platão, na instituição de um Estado filosófico, fundamentado em uma determinada concepção ontológica, que o faz entender o artístico como o tríplice ilusório, houve por bem não mais aceitar a compreensão mítica do mundo ? na Grécia irradiada sobretudo pelos poemas de Homero ?, também é certo que não foi apenas aí que o filósofo combateu veementemente o poeta. Lendo as obras Íon, Eutífron, Hípias Menor, Protágoras, Mênon e Crátilo, somos forçados a afirmar que, desde os primeiros diálogos, o combate à poesia se faz como uma característica determinante da filosofia.
Desde que o jovem Platão se pôs a compor diálogos, algum percurso ele teve que fazer para chegar até a República ? uma outra maneira de ver o mundo e nele se instalar. E os diálogos aqui escolhidos, de alguma maneira, podem nos dar uma amostra, ainda que muito parcial, do itinerário percorrido. Para nós, bastará chegarmos às portas da cidade. Não nos interessa transpor seus muros.

Informações adicionais

  • Peso: 0,46 Kg
  • Dimensões do produto
    • Comprimento: 23,00 cm
    • Altura: 2,00 cm
    • Largura: 18,00 cm