Ações extensionistas e o diálogo com as comunidades Contemporâneas (e-book)

Ano de publicação: 2019
Autor(es): Francisca Ferreira Michelon, Matheus Blaas Bastos (orgs.)

As informações desta página são responsabilidade exclusiva de Editora UFPel. Saiba mais

Ações extensionistas e o diálogo com as comunidades Contemporâneas (e-book) Passe o mouse sobre a foto

SINOPSE

As possibilidades que o tema desta segunda edição da Coleção Extensão e Sociedade oportuniza são muitas, porque o diálogo é a condição essencial da Extensão Universitária, a ponto de ser um princípio determinante. Portanto, quando a chamada foi lançada para que os autores submetessem textos oriundos de ações extensionistas, já se esperava que as submissões desenhassem um quadro de diversidade ampla. A expectativa foi cumprida. O que se poderá observar nesta coletânea é como o princípio do diálogo ocorre em campos diversos. Sobre tal aspecto, há de se observar que para a extensão, o diálogo deve ocorrer entre diferentes grupos. A Universidade é, de modo geral, um grupo e a sociedade, abarca todos os demais. Isto, diga-se logo, sob um ponto de vista amplo, porque quanto mais o olhar se aproxima dos fatos, encontram-se no primeiro grupo, muitos outros, tão diversos entre si quanto o são aqueles que se resolveu reunir em uma categoria imensa: a sociedade. Portanto, os influxos desejáveis no processo dialógico são esperados dentro e entre os grupos e é, possivelmente, a maior energia que uma atividade extensionista possa gerar: a ebulição de ideias (nem sempre convergentes) que o diálogo entre os diversos, internos e externos, acaba gerando no processo de interação. E como não há extensão sem interação, vamos aceitar que quando os dois universos, o acadêmico e a sociedade, aproximam-se, nem sempre é possível saber quais os planetas, de cada dimensão, que orbitarão no processo interativo. Disponível em: http://guaiaca.ufpel.edu.br:8080/handle/prefix/4458

Informações adicionais