Quem tem medo do Cururu? Padrões da cultura política e decoro parlamentar na cassação do mandato do Vereador Cururu, em Pelotas-RS

As informações desta página são responsabilidade exclusiva de Editora UFPel. Saiba mais

Quem tem medo do Cururu? Padrões da cultura política e decoro parlamentar na cassação do mandato do Vereador Cururu, em Pelotas-RS Passe o mouse sobre a foto

SINOPSE

O Brasil é muito grande, mas quem, em meados dos anos 2000, tinha algum contato com fatos insólitos da política, provavelmente, ouviu falar do personagem e do ato que motivou a pesquisa para este livro. Quem teve registro, lembra da figura do vereador Cururu, em janeiro de 2008, como um Cristo caricato, realizando uma sessão de exorcismo performático no plenário da Câmara de vereadores de Pelotas. O ineditismo do ato, o aparente despropósito, tudo contribuía para reprovação imediata, principalmente por quem entende o Legislativo como um espaço protocolar de seriedade. Certamente amparava, também, o entendimento de boa parte da opinião pública sobre a justeza da abertura do processo por quebra de decoro, e a posterior cassação do vereador, em março daquele ano. Mas, há quem discorde. Disponível em: http://repositorio.ufpel.edu.br:8080/handle/prefix/3797

Informações adicionais

  • Peso: 1,00 Kg