A flor amarela, solitária e mórbida da introspecção: a obra crítica de Augusto Meyer sobre Machado de Assis

As informações desta página são responsabilidade exclusiva de Editora UFMS. Saiba mais

A flor amarela, solitária e mórbida da introspecção: a obra crítica de Augusto Meyer sobre Machado de Assis Passe o mouse sobre a foto

SINOPSE

Este livro traça um amplo painel dos principais críticos machadianos, com destaque para a abordagem psicológica de Augusto Meyer, que chamou  a atenção para o lado “cerebral” e sombrio do Bruxo do Cosme Velho, faceta até então pouco explorada ou mesmo percebida pelos demais críticos.

Informações adicionais

  • Peso: 0,50 Kg
  • Dimensões do produto
    • Comprimento: 16,00 cm
    • Altura: 2,00 cm
    • Largura: 11,00 cm