A Psicologia na política para as mulheres em situação de violência avanços e desafios

As informações desta página são responsabilidade exclusiva de Edufac. Saiba mais

A Psicologia na política para as mulheres em situação de violência avanços e desafios Passe o mouse sobre a foto

SINOPSE

"A psicologia na política para as mulheres em situação de violência" mostra que as orientações oferecidas pela Secretaria de Políticas para as Mulheres para o desenvolvimento da intervenção em psicologia nos serviços especializados para mulheres em situação de violência são incipientes e imprecisas. Os profissionais em Psicologia são chamados a intervir com o objetivo de minimizar o sofrimento psíquico, em que as teorias e a práxis psicológicas poderão ajudar, compreendendo que na construção desse sofrimento há um contexto sócio-histórico-cultural que se conecta e se relaciona, que constitui e é constituído pelo sujeito que sofre. Assim a intervenção dos psicólogos e das psicólogas deve ser o de escutar, acolher, refletir, considerando o contexto. O trabalho em Psicologia poderia ser potencializado, se as perspectivas feminista e psicológica pudessem estabelecer um diálogo que oferecesse oportunidade eficaz e de qualidade de empoderamento às mulheres que sofrem violência e buscam ajuda.