Geugrafias migrantes: do Acre e de outras paragens

As informações desta página são responsabilidade exclusiva de Edufac. Saiba mais

Geugrafias migrantes: do Acre e de outras paragens Passe o mouse sobre a foto

R$10,00

SINOPSE

Que segredos ouvi dos líquidos cristais descidos? Da lágrima que cai e corta e fere e vai? Ouvi que os que migram beberam de uma mesma fonte, a fonte do algo mais, algo mais que a lógica, algo mais que a ordem, algo mais que resistir, pois apenas resistir cheira a conformismo e conformando só pode estar aquele que para ou que perde. Os seres humanos são seres que não aceitam de forma cordata e indiferente os pressupostos reacionários - que arbitrário em si - cobrem-se sob o pretexto da moral da vida capitalista e desumana. Pois somos todos movidos pela fermentação de paixões, pela chama libertária da igualdade. E por mais que a ave de rapina risque suas unhas de vil metal nas decrépitas construções da dor, e arranque o estrídulo vagido dos que ousarem viver, como segue o rio, nós, os migrantes, seguiremos caminhando.

Informações adicionais

  • Peso: 0,10 Kg
  • Dimensões do produto
    • Comprimento: 23,00 cm
    • Altura: 2,00 cm
    • Largura: 18,00 cm