A comida baiana: cardápios de um prisioneiro ilustre (1763)

As informações desta página são responsabilidade exclusiva de EDUFBA. Saiba mais

A comida baiana: cardápios de um prisioneiro ilustre (1763) Passe o mouse sobre a foto

R$28,00

SINOPSE

Neste livro é apresentada, através dos cardápios de um prisioneiro, uma reconstrução minuciosa da alimentação da Bahia no século XVIII. Nele, pela primeira vez, de forma constante, aparece o trinômio feijão, arroz e farinha, mistura que se tornaria a marca registrada não só da  cozinha baiana, mas nordestina e de grande parte do território nacional. É um livro que, através dos cardápios, sinaliza que não reproduzimos mecanicamente no Brasil a cozinha tradicional portuguesa, porém, sem a sua presença jamais criaríamos uma culinária brasileira tal como se consolidou, formada com adaptações, acréscimos e incorporações de outras culturas.  Portanto, se trata de um livro obrigatório para os estudiosos da culinária nacional, muito particularmente para aqueles que ainda só olham para a Bahia tendo em mente a “comida de azeite”.

Informações adicionais

  • Peso: 0,31 Kg
  • Dimensões do produto
    • Comprimento: 16,00 cm
    • Altura: 1,00 cm
    • Largura: 23,00 cm