AUGUSTO MEYER PROUSTIANO: A REINVENÇÃO MEMORIALÍSTICA DO EU

As informações desta página são responsabilidade exclusiva de EDUFGD. Saiba mais

AUGUSTO MEYER PROUSTIANO: A REINVENÇÃO MEMORIALÍSTICA DO EU Passe o mouse sobre a foto

SINOPSE

Augusto Meyer e Marcel Proust... o que teriam em comum o poeta gaúcho e o romancista francês? As respostas são inúmeras e se encontram neste livro: a força catártica da memória involuntária; a recorrência ao passado; a alusão ao tempo e aos espaços perdidos e reencontrados, dentre outros fatores que certamente chamarão a atenção do leitor sensível aos apelos da autobiografia e da reconstituição lírica da infância. O leitor adentrará o universo mágico dos tempos e espaços da memória do escritor gaúcho Augusto Meyer, um dos mais importantes poetas e ensaístas do modernismo brasileiro. Compreenderá também de que maneira a obra Em busca do tempo perdido, de Marcel Proust, contribuiu decisivamente para a consolidação de uma forte tendência voltada ao memorialismo e à exploração de aspectos testemunhais e autorreferenciais na literatura brasileira dos séculos XX e XXI.

Informações adicionais